A Qlik tem um evento mundial aonde com quase 300 apresentações de temas variados, ela capacita parceiros e clientes e dá uma clara visão para aonde os produtos estão caminhando. Neste ano, o evento ocorreu em Orlando, Florida, do dia 23 a 26 de abril.


O evento chama-se Qonnections. Este ano com mais de 3.500 participantes.

 

Foi a primeira vez que vi e escutei o CEO Mike Capone. E deixou claro que está vindo para fazer acontecer.  De forma humorada, comparou o evento da Qlik que é menor do que alguns dos concorrentes em quantidade de participantes, mas maiores em alguns números de clientes:


2018-05-05 15_57_03-IMG_5634 - Windows Photo Viewer.png


Além da taxa de retenção de clientes de 94%, ano passado a Qlik conquistou mais de 3800 novos clientes.

 

Um amigo meu, que já trabalhou no mercado americano me avisou que com um CEO americano, agora o ritmo é outro. Melhor para nós, conforme alguns pontos do pronunciamento do Mike abaixo:

 

  1. A Qlik está totalmente comprometida com todo o portfólio de produtos - a migração é opcional. Reconhecem que alguns clientes adoram o QlikView e não querem migrar ainda;
  2. A Qlik está acelerando a entrega de alguns itens “must have” do Qlik Sense para este ano;
  3. Os clientes da Qlik não precisarão mais comprar licenças secundárias para o Qlik Sense. Uma licença para um pode ser uma licença para ambos com um aumento na taxa de manutenção. A regra ainda vai ser comunicada, pois querem fazer da forma certa e estão nos finalmentes.  Mas é uma ótima noticia para a base QlikView.


Antes de entrar um pouco na área técnica, foi muito explorado o tema “Alfabetização de Dados” (Data Literacy)


2018-05-05 16_00_50-IMG_5676 - Windows Photo Viewer.png

Várias salas contavam com palestras sobre Data Literacy, desde ensinar o caminho a boas práticas.

 

Fiquei muito feliz pois a um tempo temos autorização do Jordan Morrow para traduzir e publicar o seu blog no nosso.  Quer conhecer um pouco mais?  Visite :

 

http://farolbi.com.br/ascensao-da-alfabetizacao-de-dados/

 

http://farolbi.com.br/data-storytelling-conte-uma-historia-com-os-dados/

 

Fiquei impressionado com a apresentação da Elif Tutuk, Diretora de Pesquisas da Qlik. O Qlik Cognitive Engine, que com recursos de AI abrem novas oportunidades para os clientes Qlik inserindo a AI na avaliação de seus dados. Alguma coisa já esta na versão Abril 2018, mas pelo visto isto é só o começo.

 

Foi apresentado que ao ler uma base de dados, alguns insights dos dados, além de gráficos já são sugeridos pelo Sense, facilitando ao usuário “ver” o que possivelmente ficaria obscuro no meio dos dados. Particularmente esta evolução irá permitir analisar seus dados de outras maneiras, caminhando ao meu ver para Augmented Intelligence.

 

Muitas outras novidades, com o multi-cloud devendo ser anunciado na versão de Junho (ansioso por isto).

O beta do Qlik Core (Linux/ Docker), que leva o poder associativo do Qlik a outras aplicações. Vale a pena conferir o que está sendo feito em https://www.qlik.com/us/products/qlik-core

 

Rodando o Qlik Engine em dispositivos pequenos, como um Rasberry PI, temos muitos novos caminhos para explorar os dados (especialmente com a explosão dos IOTs). Literalmente levaremos o Qlik aos dados e não os dados ao Qlik.

 

Tivemos uma amostra do Qlik rodando em um Rasberry PI.

Ao se pedalar, atualizava um Dash. Exemplo simples mas eficiente.


2018-05-05 16_03_37-IMG_5702 - Windows Photo Viewer.png


Temos ainda o Big Data Index, serviço de nuvem que expandirá a experiência associativa da Qlik com big data, transferindo o poder da associação da interface do usuário para os dados. Esse novo recurso permitirá que o mecanismo Qlik indexe e armazene informações sobre dados residentes em fontes como Data Lake e Hadoop, sem a necessidade de carregar todos os dados na memória. O Índice de Big Data Associativo permitirá a descoberta de dados de forma rápida. Exemplos rodando em centenas de bilhões de dados em Haddop em respostas similares as que estamos acostumados. Ainda está no forno.

 

Não esquecer do que já temos, mais ainda pouco usado, como o ODAG (On Demand App  Generation), Advanced Analytics (integração com R e Phyton) que tive a oportunidade de fazer um workshop, e novos recursos do GeoAnalytics (que parte da versão paga agora está incorporada ao produto) entre outros recursos.

 

Haviam quase 300 apresentações e como tínhamos poucos dias e muitas alternativas, escolher uma para assistir, era perder outras... Mas o bom deste tipo de evento é que encontramos vários amigos e com isto, o compartilhamento do que estava sendo visto era constante.Isto me deixa feliz em saber (minha opinião) é que apostei no cavalo certo na corrida (Qlik X concorrentes) e que estou na comunidade certa.


E aproveitei e voltei de viagem com a ultima das 6 certificações Qlik (3 QlikView e 3 QlikSense). Um ótimo presente.