Como analisar problemas Qlik

    Diariamente, precisamos realizar ajustes e acompanhamento das soluções Qlik, sejam para a busca contante de melhorias, assim como para avaliar a saúde de suas aplicações.

         Tarefas mais rotineiras envolvem desde a verificação de tarefas e licenças, até mesmo a análise de algum erro em log.

         E quando ocorre algo e que não temos conhecimento, como posso procurar a solução? Existe alguma forma compreender as diversas situações de ambientes Qlik para resolvê-las? Devo chamar um consultor, abrir um chamado com meu parceiro ou consigo resolver?

         Justamente pensando nessas situações, gostaria de compartilhar algumas dicas muito importantes que ao menos irá guiá-lo na busca da solução. Estas podem ser utilizadas em conjunto, ou até mesmo de forma independente:

    • Refine o escopo da situação: muitas vezes utilizamos metodologias como 5W2H ou um diagrama Causa-Efeito, ajudam e muito a isolar a situação. Perguntas como "O que/Quando/Como/Onde" irão auxiliar neste aspecto. A palavra "foco" é o alvo desta técnica;
    • Cronologia dos fatos - avalie as situações e tente encontrar o momento específico em que isso ocorreu e quais outras mudanças que podem ter sido realizadas no ambiente;
    • Tentativa e erro - essa dica deve ser utilizada com cautela. É um método que visa identificar a situação através de repetitivos testes até que um resultado diferente ou o esperado seja alcançado;
    • Análise em camadas - para aqueles que já ouviram falar nas "Camadas do Modelos OSI" ou "TCP/IP", auxilia na compreensão de qual componente ou camada Qlik possa estar relacioanda a situação identificada, desde o desktop de usuário até o objeto da tela;
    • Vendo para Crer - muitas vezes precisamos ver a situação reportada para acreditar no que foi dito. "O carro está com o tanque meio cheio" é um pouco diferente de "o carro está sem combustível". Assim, consegue-se isolar a situação também, mas com um custo um pouco maior;
    • Definição versus Aplicação - identifique através de documentação oficial o real comportamento da funcionalidade e veja se a forma com que esta foi empregada, segue os padrões estipulados pelo fabricante;
    • Revisar ou recomeçar - "quando nada funciona, recomece diferente". Fazer sempre da mesma maneira possivelmente o manterá na mesma situação. Volte algumas etapas do processo e revise para então tomar uma decisão;
    • Foco nos 80% - recomendado quando diversos problemas estão sendo tratados simultaneamente. Foque no item que representa a maioria dos problemas. Após investigá-lo, faça uma nova análise e liste o maior, até a solução de todas as situações adversas;
    • Tolerância 1,2,3 - tenho sempre 3 níveis de tolerância na área de TI em relação a frequência dos problemas:

             1ª vez: pode ter sido algo momentâneo, caso isolado ou eventualidade;

             2ª vez: merece um pouco de atenção e investigação, pois pode se tornar um caso rotineiro;

             3ª vez: deve ser solucionado e criado mecanismo (se possível) para evitar ou pelo menos reduzir a chance de acontecer novamente;

     

         Espero que essas dicas ajudem e melhorem sua experiências com produtos Qlik.

     

    Ricardo Gerhard

    Qlikview and Qlik Sense System Administrator

    Qlikview Developer Consultant

    MCSE/MCT

    ITIL Foundations

    Citrix

    CCNA